Primeiro fruto de um ousado projeto literário que tem como proposta unir países lusófonos por meio de seus escritores e poetas, a antologia “Elos da Língua Portuguesa” foi lançada em evento no Riopreto Shopping Center na manhã deste sábado, 9.

A literatura tomou conta de uma das salas do Multiplex, com alguns dos escritores participantes compartilhando suas poesias e prosas com o público presente. A música também fez parte do enredo, com “Andança”, interpretada pela escritora e tradutora Patrícia Reis Buzzini e pelo maestro Paulo de Tarso, anunciando a caminhada de uma década que o projeto idealizado pela Academia Brasileira de Escritores (Abresc), Associação Portuguesa de Poetas (APP) e Tertúlia Lusófona tem a percorrer.

“Espero poder encontrar com todos vocês novamente em Lisboa no ano que vem”, disse, ao final de sua fala, a presidente da APP, a portuguesa Maria Graça Melo, que viajou ao Brasil especialmente para o evento – referindo-se ao lançamento da segunda edição do projeto literário, que buscará envolver todos os países que tem a língua portuguesa como idioma oficial: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Além de valorizar a língua portuguesa enquanto idioma de inúmeras nações, o projeto também leva o nome de Rio Preto para o cenário internacional, já que a cidade abriga duas das três instituições ligadas à iniciativa – a Abresc, fundada e presidida por João Paulo Vani, e a Tertúlia Literária, projeto concebido por Samira Aparecida de Camargo. “O primeiro livro une dois países importantes e valoriza uma língua que é a terceira mais falada no mundo”, destacou o secretário municipal de Cultura, Pedro Ganga, presente no evento, marcado por um café da manhã e tendo como anfitrião musical Preto Moreno.

“Quando planejei a Abresc, foi com a perspectiva de internacionalização. Tanto que hoje temos chanceleres e imortais em 17 estados e seis países do mundo. Por isso, não há como deixar de olhar para os países de língua portuguesa”, comentou Vani ao Diário da Região. “Nossa missão é divulgar a língua portuguesa, com o pensamento de que ela é realmente um elo, algo que nos une enquanto cultura”, reforçou a presidente da APP.

Categorias: Notícias

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.