A Tertúlia Lusófona foi fundada no dia 13 de novembro de 2017, pela psicopedagoga e escritora Samira Camargo, tendo como fundador de honra Armando Ribeiro. O objetivo deste projeto é manter viva a Língua Portuguesa nos filhos dos imigrantes lusófonos em qualquer parte do mundo. Ao redor do globo, nove países possuem a língua portuguesa como idioma oficial, o que totaliza mais de 300 milhões de falantes.

Assim, nosso objetivo se estende em realizar um trabalho em prol de todos os falantes da língua portuguesa. Nesse sentido, os fundadores acreditam que a língua materna é um tesouro que não pode ser perdido com o passar do tempo, mesmo que o falante da língua portuguesa esteja aprendendo um outro idioma ou more em outro país.

De igual modo, acreditamos que há necessidade dos filhos de imigrantes aprenderem o idioma do país que reside e se qualificar também com o aprendizado formal da Língua Portuguesa. Acreditamos que dar condições à toda a família para manter a salvo as vantagens de ser nativo dos países lusófonos, por meio da proficiência da língua portuguesa, esta que será estimulada por meio de atividades propostas pela Tertúlia Lusófona.

Acreditamos que a partir desse contato permanente, o falante cuja língua materna é a portuguesa terá um diferencial onde quer que esteja, vivendo ou trabalhando, quando estes filhos forem adultos.

Armando Ribeiro, nosso fundador de honra, acredita firmemente que as comunidades lusófonas devem se empenhar em ter programações culturais e acadêmicas para que suas crianças aprendam sobre a cultura do país de seus pais e ter o domínio da Língua Portuguesa.

Um projeto que sonha que todos os filhos de imigrantes lusófonos, através dos seus pais, possam entender que ter o domínio da sua língua de herança trará muito sucesso no aspecto emocional e social.

Clique e acesse: Facebook Tertúlia Lusófona

Categorias: Entidades

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.